Área do Usuário

Sobre

Nossa história é formada por lutas e conquistas


O SINDSEP-ES (Sindicato dos Servidores Públicos Federais no Estado do Espírito Santo) foi fundado no dia 29 de março de 1990, em uma assembleia geral de servidores da administração pública federal direta e indireta, que aprovaram por unanimidade a proposta.

Durantes a primeira década, o SINDSEP-ES realizou e participou de ações, embates e greves para recomposição das perdas salariais acumuladas e, também, contra as políticas dos Governos Federais, que causaram o desmantelamento e desprestígio dos Serviços Públicos Federais, especialmente nos governos dos ex-presidentes Fernando Collor de Mello, Itamar Franco e Fernando Henrique Cardoso.

Os números favorecem o Sindicado nestes 27 anos. Atualmente, são mais de 2.000 servidores filiados, que, desde 2014, contam com uma sede própria no Centro de Vitória, na rua 13 de Maio, que consegue oferecer mais espaço, conforto e acessibilidade aos servidores associados. A nova sede foi adaptada para ter elevador de acesso para cadeirantes, conta ainda com auditório, sala de reunião e cozinha.

As atividades do SINDSEP-ES são articuladas em nível nacional junto ao CDE (Conselho Deliberativo de Entidades) e à CONDSEF (Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Federal), participando das plenárias com delegados eleitos em assembleias estaduais para definir os rumos dos movimentos e das reivindicações.

Na luta pelos direitos dos servidores públicos federais, a assessoria jurídica do SINDSEP-ES já encaminhou 2.305 processos na Justiça desde 1996, envolvendo 17.301 servidores. Deste total, já foram concluídos 1.484 processos, beneficiando 12.127 funcionários com pagamento às partes ou supressão de cobranças irregulares.

As ações judiciais movidas pelo Sindicato, ao longo dos anos, têm diversos motivos, com destaque para os reajustes salariais, a isonomia de remuneração entre aposentados e pessoal da ativa, a supressão de cobranças indevidas e a reintegração ao serviço público de funcionários demitidos no Governo Collor.

Principais ações movidas pelo Sindicato:

- Reintegração ao serviço público dos funcionários demitidos no Governo Collor;

- Correção de enquadramento;

- Seguridade Social;

- Reajuste remuneratório de 28,86%, 3.17%, 47,94% e 10.84%;

- Pagamento de anuênios com base no artigo 100 da Lei 8112/90;

- Correção do Fundo de Garantia para os servidores que até dezembro de 1990 trabalhavam regidos pela CLT;

- Isonomia de remuneração entre aposentados e pensionistas.

Tema Propaganda